Viver a Figueira 12 meses por ano

Beber um copo na Figueira da Foz… fora da cidade

6 gostos

embaixada_bar-2

Se há uma semana, o Fausto Carvalho nos brindou com uma irrepreensível lista de apetecíveis lugares para beber um copo na Figueira da Foz, no seu artigo Bares, Lugares e Dançares: beber um copo na noite da Figueira da Foz, hoje alarga o perímetro para lá da zona urbana, mostrando-nos que nem só na cidade se fortalecem laços em torno de uma mesa de bar e um copo de [ _____________ ].
Avancemos, pois, sem mais demoras, para um roteiro alternativo (ou será complementar?) sobre onde beber um copo… fora da cidade.
Porque alargar horizontes também é sair dos nossos lugares mais familiares e experimentar novos ambientes.

Há tanto por descobrir, tanto por conhecer...

Tendo por base o que conheço e frequento – não há tempo para todos, nem para tudo – deixo-vos algumas sugestões que vos podem ajudar na busca do “spot” perfeito.

Comecemos, então.

Na imponência da altitude, bem no centro do Casal do Mato, surge o Café Cabecinho. Café clássico, com balcão, mesas e esplanada, as bebidas, os gelados, sempre boa música, a televisão. Destaco também um “pequeno” museu Vespa, que atrai os fãs e não só desta icónica mota. Gerido pelo Carlitos Pucarinho e com a ajuda prestimosa da sua mãe, a Mimi, um sítio de paragem obrigatória.

Descendo até ao baixo Mondego, Maiorca, ali em frente ao parque de merendas, há um corte à esquerda que nos leva ao Alambique Music Pub. Recuperado pela Rosabela, o Ricardo e o Hugo, além das bebidas que se podem esperar num bar/pub, excelente carta, tem também comidas. E bem boas. Experimentem a francesinha. Nham nham… O Alambique também é famoso pelas suas concorridas noites de karaoke.

Continuamos a descer, e chegamos ao largo da Feira, ainda em Maiorca. O icónico e super procurado Café São João, pelo qual dá a cara o Márcio e seus funcionários, é um sítio de recordes. Todos os anos, ou quase, os prémios da marca de cerveja que representa vão ali ter. É épico! Altar das rodadas entre amigos, bons petiscos, sítio de convívio e familiaridade. Top!

Agora, um pouco para o interior, mas não muito. Alhadas. Aí, surge o mais recente bar/café concerto desta lista, o Embaixada Bar. Música ao vivo, sempre do agrado de tantos, também servem refeições, com um menu variado, sempre acompanhados de uma boa bebida.  DJs, ambiente fervoroso e simpatia são aspetos que nos levam a considerar uma visita.

Vamos noutra direção agora, e passamos a Serra da Boa Viagem, para norte. Chegados a Quiaios, o Meu Café é o sítio onde parar. Além das bebidas, que se podem esperar num café central à povoação, comidinha de conforto sempre deliciosa e bem confeccionada. Ambiente familiar, que é proporcionado pelo Nélson “Gibson” Martins e família e funcionários, deve ser um sítio para pararem.

Meu café Beber um copo na Figueira da Foz

A caminho do mar, bem em cima da areia, o Bart. Recentemente renovado e ampliado, é a “casa” da Martim e da Sónia, bem como de todo o seu simpático staff. O pôr do sol, ali, ganha um novo significado. Bebidas, petiscos e muita simpatia. É preciso mais?

Andemos, que o percurso já leva uns quilómetros, e vamos para sul.

Chegámos à Costa de Lavos.

Aqui, devo destacar o papel multicultural e variado proporcionado pela Casa dos Pescadores. Gente jovem, determinada, e amante da sua terra, têm sempre atividades e programas com muita animação, comidas boas e convívio são e com muita amizade.

Também na Costa, o Xiringuito. Erguido há pouco mais de um ano, na praia, imaginem só as vistas! Projeto de uma vida da Rita e do Carlos, perfeito para fugir ao reboliço da cidade, e apreciar uma boa bebida ou um petisco. Vão lá!

Ainda a sul, mas mais a norte.

Na Praia da Cova, o Remember. Gerido pela Patrícia e família, com um staff de gente conhecida da terra, na frente de mar. Comidas boas, bebidas variadas, ambiente de praia, descontraído. Muitas vezes, aos domingos, sunsets com DJs. Aproveitem!

A caminho do campo que alberga o Cova-Gala, surgiu na paisagem há cerca de um ano, o Nalu, by Quinta d’Anta. Bar todo em madeira, decoração cuidada, numa localização de fazer inveja. Boas comidas, carta variada, boas bebidas e cocktails. Se querem estar na praia sem estar na praia, é ali. Destaco também a boa música.

Para finalizar, parece-me justo e consensual, que destaque também todas as coletividades que se espalham pelo concelho, e que são mais que muitas, que com as suas salas de convívio, as suas sedes e seus bares, proporcionam a todos momentos únicos e inesquecíveis! Um grande bem haja para todos os que fazem do associativismo uma forma de estar e de ser. Obrigado.

E pronto caros leitores e amigos.

Para já, estamos conversados.

Há mais?

Sim, claro. Mas não pode ser tudo de uma vez.

Um cordial abraço.

[fotos retiradas das redes sociais dos respectivos estabelecimentos, salvo indicação em contrário]

6 gostos

AUTOR

Fausto Carvalho
Nascido e criado na Figueira da Foz, há já alguns anos, cedo mostrou queda para a música, como maior passatempo. Cedo, a rádio, foi umas das paixões. Já lá vão mais de 30.anos. A música foi continuado a moldar a personalidade e o gosto. Mais tarde, faculdade em Coimbra, sítio de muitas histórias.. DJ, de nome Coração, com o firme propósito de dar a conhecer novos e velhos sons a todos, sem exceção.. Mil e uma profissões, gosto tremendo pela Matemática , vá se lá saber porquê, explicador e ex-professor. Empregado de mesa, de bar e outros que tais. Tarefas mil! Pai, amigo, presente. A escrita como paixão. A escrita livre, sem contenções quaisquer. Apaixonado pela cidade onde vive, e como tal também crítico. Informado, sempre a aprender e a viver um dia de cada vez.

QUERO