Viver a Figueira 12 meses por ano

Orientação : descobrir a Figueira da Foz com a ADM e um mapa na mão

7 gostos

orientacao_adm_quarta_feira_mapa_figueira_da_foz_destaque

Vêm de todos os pontos do concelho. Unem-se uma vez por semana no evento Quartas com mapa e durante aproximadamente duas horas deixam para trás arrelias, preocupações, horas de trabalho, e atiram-se de vivas vontades para uma atividade que mistura desporto, convívio e descoberta. E muita orientação.

O Quartas com mapa é um evento organizado pela Associação Desportiva do Mondego (ADM), nascida em 2014 da paixão pelo desporto em geral e com a modalidade da Orientação como foco particular. Existe desde 2017 e está integrado no programa do Município da Figueira da Foz Desporto para Todos, que durante os meses de verão proporciona a todos os cidadãos a oportunidade de experimentar um alargado conjunto de modalidades.

Especificamente, o Quartos com Mapa tem como objetivo dar a conhecer aos figueirenses a Orientação.

Orientação ADM Quartas com mapa Figueira da Foz


Mas afinal o que é isto da Orientação? Não vamos inventar a roda e bebamos a informação da fonte do site da ADM :

A orientação é um desporto ao ar livre emocionante e desafiador que exercita a mente e o corpo. O objetivo é navegar entre os pontos de controlo marcados num mapa de orientação. Na vertente de competição, o desafio é concluir o percurso o mais rápido possível, escolhendo as melhores opções.

Feitas as apresentações, passemos ao evento em si.

Os participantes chegam em família, em grupos de amigos, aos pares. Quem vem sozinho é rapidamente integrado. A orientação, não há que enganar, é mesmo uma modalidade 100% inclusiva. Não há limite de idades, nem alturas e pesos mais ou menos adequados É vê-los de contagiante boa disposição, desde a criança de mais tenra idade ao mais adorável avozinho.

Orientação ADM Quartas com mapa Figueira da Foz


Não existe uma obrigatoriedade de se fazerem os percursos em corrida apressada, embora haja quem leve a competição muito a sério. O passo de caracol é permitido, a conversa é uma constante, há desafios e objetivos a toda a hora, e não se vislumbra qualquer VAR a interromper corridas em busca de uma suposta irregularidade no picar o ponto. Antes da partida (não existe uma ordem, o tempo é contado para cada um, iniciando-se quando se marca o primeiro ponto), existe uma espécie de check-in onde se distribuem os mapas – há-os para todos os gostos, como as t-shirts, dos curtos aos extra-longos – e os dispositivos eletrónicos que permitem assinalar a passagem pelos pontos definidos por cada percurso. E depois? Depois é partir e usufruir.

De mapa na mão, passo apressado, o ponto seguinte torna-se o de repente o círculo mais importante do universo. Não há volta a dar: mesmo quem parte em grupo, não abdica de vencer o mapa. Há famílias inteiras em competição com elas próprias, crianças em saudáveis picardias, cruzamentos e encontros de sentido inverso. Como na vida, há desilusões e enganos. Mas aqui ninguém desiste. Corrigidos os caminhos que vão dar ao Ponto D’Ori – a sinalética onde se pica o ponto -, antes de seguir para o objetivo seguinte, a malta segue triunfante, de sorriso estendido, livre de preocupações, numa constante (re)descoberta de novos lugares. A Orientação, que privilegia o contacto com a natureza mas que não deixa de construir o seu lado citadino, tem esse condão de nos aproximar dos sítios que noutros dias nos parecem estranhos ou despercebidos. Mas o ponto seguinte do mapa encarrega-se de colocar tudo no devido lugar.

As Quartas-feiras com Mapa acontecem semanalmente em pontos diferentes do concelho, de 15 de Maio a 15 de Setembro, e exigem inscrição antecipada no site da ADM. O número de inscritos não deixa de surpreender, mas quem participa passa a entender o porquê. Hoje foram 99. “Não cansa ver a felicidade estampada na face de cada um, passando de um ponto para outro, até ao passo final”, conta-nos a Susana, presidente da ADM. Nós comprovámos.

Seja para o figueirense ou para quem está de visita à Figueira da Foz, esta quarta-feira com mapa é uma experiência que não deve deixar passar. Para fazer com o filho, a mãe, a tia, o avô ou o seu melhor amigo.

7 gostos

AUTOR

Pedro Silva
Chegou à Figueira da Foz em liberdade mas ainda de fralda posta. Foi abraçando variados projectos de diferentes áreas, estando neste momento focado no Marketing Digital, em que é recém pós-graduado. Hoje exerce funções digitais na equipa de uma importante unidade hoteleira na Figueira da Foz. É também co-fundador da MeetMunda Inovação e Turismo, empresa-mãe da marca MeetFigueira.

QUERO

×