Viver a Figueira 12 meses por ano

Praias da Figueira da Foz no Pódio com 9 “medalhas” Ouro

8 gostos

Praias da Figueira da Foz com estatuto Ouro de qualidade, vista panorâmica do Cabo Mondego

A Figueira da Foz é o concelho da região centro com mais praias vigiadas de excelência. Praias de areias brancas para literalmente todos os gostos. Praias para os desportistas das ondas, praias para quem não gosta das ondas, praias para os desportistas da areia e para os da pesca apeada, praias para amantes do sossego, praias para famílias, praias acessíveis e praias para quem gosta de ficar perto de tudo. Ao longo da costa do concelho, temos 13 praias, 11 delas com Bandeira Azul e nada menos que 9 com a exigente categoria Ouro da Associação Ambientalista Quercus.

Já agora, o número de praias da Figueira da Foz varia um pouco dependendo da perspectiva, digamos assim, já que a Figueira da Foz tem muito mais praias e poderemos até contar 21, se incluirmos praias selvagens (não vigiadas) mas deslumbrantes como a vasta Praia da Costinha, a norte de Quiaios, ou as da Pedra da Nau e da Fonte das Pombas, no Cabo Mondego, ideais para quem procura isolamento e tranquilidade entre as rochas. Embora, claro, aconselhando segurança redobrada para banhos de mar.

São as de Ouro, no entanto, que aqui destacamos, embora areais como o do Cabedelo, a “meca” do surf figueirense, ou mesmo as praias do Cabedelinho e do Forte, ambas no interior da barra, ainda na foz do Mondego (as tais para quem não gosta de grandes ondas), mereçam claramente visita, demorada e de preferência com um livro.

Eis então as Praias Ouro da Figueira da Foz, de norte para sul, que é como sopra normalmente o vento neste pedaço de litoral:

Praia de Quiaios

Vistas largas, extenso areal, proximidade de floresta, até porque fica inserida na mata Nacional das Dunas de Quiaios, uma excelente oferta de restaurantes, bares de praia – o Beach Club N2 é hoje a nossa escolha – e equipamentos como parque infantil, de merendas ou as Piscinas da Praia, mesmo em cima do areal, para quem prefere água doce e saltos de prancha, tornam esta praia imperdível. Ficou com mais charme ainda, com o grande investimento feito na renovação e extensão dos passadiços sobre as dunas, que atravessam toda a extensão das praias de Quiaios e Murtinheira e até têm uma rotunda. São 3400 metros de uma caminhada suave, mas sem dúvida revigorante e inspiradora. Boas ondas para surf e bodyboard. Bandeira “Praia Acessível Praia para Todos” 2022.

Praia de Quiaios ao pôr do sol

Praia da Murtinheira

Para quem foge do bulício e não faz questão de ter tudo à mão. Embora tenha dois soberbos bares de praia, o Sand e o Bart, para os que preferem “esplanadar”, bem como equipamentos sanitários. Mas a Murtinheira é uma espécie de segredo bem guardado de muitos figueirenses, que aqui procuram refúgio em águas limpas, areias douradas, dunas selvagens e uma paisagem mais “em bruto”, dominada pela Serra da Boa Viagem. Tal como Quiaios, as ondas aqui também são excelentes para “cavalgar”. Os acessos estão hoje mais facilitados com os novos passadiços. Excelente ponto de chegada, ou de partida, para os caminhantes que quiserem explorar os trilhos da Serra ali ao lado.

Praia da Murtinheira e Serra da Boa Viagem

Praia do Cabo Mondego

Uma praia quase perfeita na maré-baixa. Entre as rochas cheias de biodiversidade, sobretudo nas luxuriantes poças de maré, formam-se “piscinas” naturais e pequenas lagoas ideais para os mais novos ou para quem goste apenas de boiar. Com excelentes acessos rodoviários e estacionamento ao longo de toda a avenida marginal, também é servida por ciclovia. O Tucano é o bar de praia de referência desta praia, embora haja outros bares e restaurantes nas proximidades, como o Surf&Snack, que aconselhamos vivamente aos amantes de alimentação saudável, o Bulls Burger ou a Farggi. A evitar na maré alta pois o areal é curto e a zona é rochosa. Boa para surf, bodyboard e, como nas anteriores, para pesca desportiva fora dos limites da concessão de banhos.

Praia do Cabo Mondego ao pôr do sol

Praia da Tamargueira

Já estamos no capítulo das praias urbanas por excelência, a Tamargueira já apanha parte do núcleo urbano de Buarcos e tem mais comodidades por perto, incluindo um hipermercado Lidl do outro lado da avenida Infante D. Pedro, bem como maior profusão de restaurantes, cafés e bares. Sobre o areal, “reina” o elegante bar Spasso Praia. Outra praia bastante rochosa, também preferível na baixa-mar, onde se podem apreciar as poças de maré e se formam pequenas lagoas. Apresenta uma vista ampla sobre a Baia de Buarcos, a cidade ou a serra para norte e é ideal para famílias, com boas condições para a prática de desportos de onda. Bandeira “Praia Acessível Praia para Todos” 2022.

Praia da Tamargueira e Bar Spasso, Buarcos, Figueira da Foz

Praia de Buarcos

A vila mais antiga e dinâmica do nosso litoral, Buarcos é também a mais popular das praias figueirenses e talvez a mais procurada. Aliás, já aqui falámos dela. Mais procurada pela excelência das areias e do mar, mas também pela enorme quantidade de equipamentos de lazer e desporto, bem como bares de praia (a não perder o restaurante “gourmet” Pé na Areia ou o Din’s Bar, que é já uma instituição neste pedaço), cafés, comércio tradicional – obrigatório, o Mercado de Buarcos, a 100 metros da praia -, gelatarias e restauração para todos os palatos, com destaque para a gastronomia atlântica. Campos de futebol, vólei, beach rugby, basquete, skate e até de petanca preenchem as necessidades dos mais desportistas e os mais novos encontram aqui um dos melhores parques infantis da cidade. O areal aqui já é mais extenso, embora a linha de maré seja rochosa e, também aqui, cheia de vida marinha. Além de Azul e Ouro, Buarcos é também Praia Acessível, com dois nadadores salvadores e uma cadeira anfíbia para cidadãos de mobilidade reduzida.

Praia de Buarcos

Praia da Figueira da Foz

Falamos da famosa Praia da Claridade que engloba as praias do Alto do Viso (a do “Oásis”), a do Relógio e a do Molhe Norte. E falamos talvez da maior extensão de areal urbano da Europa, não sendo por acaso que é o palco de um dos maiores festivais de música tecno portugueses, o RFM Somnii. Fica mesmo em frente ao Bairro Novo, que é o coração comercial da cidade e o ex-libris do areal é a famosa “bola de nívea”. O desafio aqui é chegar ao mar, já que ainda é uma caminhada jeitosa, embora ajudada por passadiços. Mas chegados à linha de maré, usufruímos de espaço de sobra, suficiente para não incomodar nem ser incomodado. Aqui não há rochas, mas há boas ondas (atenção aos agueiros!) e areias claras e finas. Como Buarcos, esta praia também é servida por uma boa seleção de estruturas de lazer e desportivas, incluindo campo de basquete e de futebol de piso sintético, pista de atletismo multiusos e aparelhos de exercício. A nossa seleção de bares de praia assenta aqui no Jet 7.5 Food&Drinks do Oásis, com a sua grande esplanada e ótima oferta gastronómica. É atravessada por uma ciclovia/pedovia no areal, seguramente um dos melhores passeios ao pôr do sol de toda a região.

Praia da Claridade e Serra da Boa Viagem

Praia da Cova Gala

Já estamos na margem esquerda do Mondego. Tal como Buarcos, embora de menor dimensão, também a Cova-Gala é uma das mais pitorescas e antigas comunidades costeiras do concelho, parte da vila e sede de freguesia de São Pedro. A sua praia, dividida por pontões e mais protegida dos ventos do que as praias do norte do concelho, oferece uma experiência tranquila e acessível, perfeita para famílias. Servida de equipamentos lúdicos e desportivos, incluindo um campo de basquete, parque infantil e de skate, bem como de bares e restaurantes a dois passos. A famosa Praia do Cabedelo é ali ao lado e toda esta zona tem vários clubes e escolas de surf, bodyboard, bodysurf e outras modalidades náuticas. Igualmente a umas centenas de metros, encontramos o frondoso Parque de Merendas da Cova-Gala, um dos melhores parques de lazer e de piqueniques do concelho, com campos desportivos e churrasqueiras.

Praia da Cova Gala, Figueira da Foz

Praia da Costa de Lavos

Tal como nas restantes praias da margem sul, um areal espaçoso de areias limpas e um local perfeito para relaxar, com uma paisagem que se estende até à Serra da Boa Viagem. Atravessada por um pontão, a sul, esta praia com oito quilómetros de extensão apresenta ondulação forte, excelente para surf ou bodyboard e também conta com um clube de Kitesurf. Além dos equipamentos sanitários, tem cafés e restaurantes na povoação, onde não falta estacionamento, mas o nosso destaque vai para o bar Xiringuito, que veio trazer um toque de sofisticação a esta praia típica, onde ainda se pode assistir à pesca artesanal de Xávega, tal como na Leirosa, um pouco mais a sul. Tem parque de autocaravanas e está rodeada pelo extenso pinhal litoral da Mata Nacional da Costa de Lavos.

Praia da Costa de Lavos e vista panorâmica da Figueira da Foz e da serra da Boa Viagem

Praia da Leirosa

Já nos limites do concelho, quase dez quilómetros de dunas e areal branco e fino, menos frequentada e a convidar ao sossego e ao contacto com a natureza. A pequena povoação piscatória da Leirosa oferece os serviços de cafetaria, lazer e restauração suficientes para um dia bem passado longe do bulício das praias mais frequentadas. Boas condições para desportos de onda. A Mata Nacional das Dunas da Leirosa oferecem o enquadramento verde, que ameniza o impacto de unidades industriais de grande porte não longe dali, mas que não beliscam o estatuto Ouro desta praia remota e pristina, onde a arte xávega ainda está viva. Pergunte aos locais quando vão os barcos ao mar e assista à azáfama da chegada das redes à praia, não se arrependerá e até pode ser que leve peixe fresquíssimo para casa.

8 gostos

OUTROS ARTIGOS

Nuno Camarneiro

A Figueira da Foz Sou Eu O exercício é mais difícil do que antecipava – Como sinto a Figueira da Foz? Disse que sim, mas

Ler Mais »

A Praia de Buarcos

A grande baía compreendida entre o Cabo Mondego e a embocadura do rio desenha uma curva encantadora, lembrando os mais risonhos e os mais doces golfos do Mediterrâneo

Ler Mais »

AUTOR

João P. Cruz
Consultor de comunicação territorial e patrimonial mas tudo lhe interessa. Estudou arqueologia, foi jornalista, biógrafo, ajudante de cozinha, ghostwriter, operacional do ICNF e livreiro. Integra desde 2018 equipas de classificação patrimonial (Nacional e UNESCO) e de projetos de desenvolvimento turístico, cultural e económico local. Está na luta dos territórios sustentáveis e inteligentes. Nasceu em Coimbra, vive na Figueira da Foz há 18 anos e é do mundo. É também co-fundador da MeetMunda Inovação e Turismo, empresa-mãe da marca MeetFigueira.

QUERO