Viver a Figueira 12 meses por ano

O Beach Rugby em Portugal (e na Figueira da Foz!)

2 gostos

figueira_beach_rugby_2022_destaque-2

O Beach Rugby em Portugal é uma modalidade relativamente nova, mas tem vindo a ganhar popularidade nos últimos anos, até porque o país tem uma extensa costa e muitas praias adequadas para a prática do desporto.

A história do Beach Rugby em Portugal começou por volta do ano 2000, quando foram organizados os primeiros torneios informais em algumas praias do país.

Em 2005, a Federação Portuguesa de Rugby abraça oficialmente a modalidade e publica um regulamento para um Circuito de Rugby de Praia, decorrendo de 1 de Julho a 15 de Agosto nas praias que quisessem dinamizar etapas ou torneios, «podendo englobar vários escalões etários, Rugby Feminino e mesmo grupos ou equipas não federadas».

Estava lançado o mote para os fãs de rugby, desporto que tradicionalmente entrava em defeso no Verão, virem para as praias e começarem a organizar eventos que ainda hoje são referências, desde logo o veterano Porto Beach Rugby, o Beach Rugby Ericeira ou, claro, o Figueira Beach Rugby, já um marco no circuito europeu. Desde então, a modalidade cresceu significativamente, com mais equipas a surgirem em todo o país e a competirem em torneios organizados.

O Foz Plaza Figueira Beach Rugby Internacional, esse, já vai na 13ª edição e sempre a crescer: Em 2022 contou com 51 equipas de nove países, num total de 850 atletas, este fim de semana vai reunir 56 equipas (38 masculinas e 18 Femininas), num total de 900 atletas provenientes de 11 Países (Portugal, Alemanha Bélgica, Holanda, França, Espanha, Itália, Inglaterra, San Marino e Estados Unidos). O evento figueirense tem todo um programa de animação paralelo e também procura intervir ativamente na comunidade: tal como em anteriores edições o evento promove a campanha “Cada ensaio conta”, cuja receita reverterá a favor dos Escuteiros Marítimos da Figueira da Foz.

A festa do beach rugby na Praia de Buarcos conta com competições masculinas, femininas, de sub-18 e sub-16 constituindo um convívio cosmopolita e inter-geracional dedicado ao espírito do rugby e dos desportos de equipa. Na edição transacta venceram torneio a equipa francesa Les Minots em masculinos (tri-campeões na Figueira da Foz e 5 vezes campeões do circuito nacional francês), com os conimbricenses da AAC a levar a medalha de prata e as holandesas da equipa Jagerbombers a vencer em femininos, logo seguidas das rugbistas do SLB. Este ano a concorrência será certamente mais difícil e animada.

Recorde-se que, tal como explicámos ontem, o Beach Rugby é jogado em equipas de cinco jogadores em cada lado, com partidas que duram dois tempos de cinco minutos, até tendo em conta a inclemência do calor do Verão. As regras do rugby de praia são semelhantes às do rugby tradicional, com algumas diferenças importantes, como a proibição de scrums e mauls e a exigência de que a bola esteja sempre em movimento.

Em Portugal, como no resto do globo, o beach rugby é visto como uma forma divertida e emocionante de rugby, que é acessível a jogadores de todos os níveis e idades. Trata-se de uma modalidade que promove o espírito de equipa e o fair play, e também é uma forma de desporto que pode ser praticada ao ar livre, em contacto com a natureza, durante todo o ano.

2 gostos

AUTOR

João P. Cruz
Consultor de comunicação territorial e patrimonial mas tudo lhe interessa. Estudou arqueologia, foi jornalista, biógrafo, ajudante de cozinha, ghostwriter, operacional do ICNF e livreiro. Integra desde 2018 equipas de classificação patrimonial (Nacional e UNESCO) e de projetos de desenvolvimento turístico, cultural e económico local. Está na luta dos territórios sustentáveis e inteligentes. Nasceu em Coimbra, vive na Figueira da Foz há 18 anos e é do mundo. É também co-fundador da MeetMunda Inovação e Turismo, empresa-mãe da marca MeetFigueira.

QUERO