Viver a Figueira 12 meses por ano

Mosteiro de Seiça renascido: Um Novo Marco Turístico na Figueira da Foz

2 gostos

Mosteiro de Seiça inauguração 26 de janeiro 2024

O Mosteiro de Santa Maria de Seiça, um dos mais importantes legados patrimoniais da Figueira da Foz, recentemente reabilitado, reabriu as suas portas ao público. Após anos de esquecimento e abandono, esta joia arquitetónica, que testemunha a riqueza histórica e cultural da região, entra num novo capítulo na sua longa e fascinante história. Na cerimónia de reabertura, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa destacou a importância do restauro, não só como um marco na conservação patrimonial, mas também como um impulso vital para o turismo e a identidade cultural da região.

Situado na bucólica freguesia rural do Paião, o Mosteiro rejuvenescido, apresenta-se como um elo entre o passado histórico e o presente vibrante da Figueira da Foz. A sua história, profundamente enraizada na tradição cisterciense (da Ordem de Cister), é uma narrativa de fé, arte e resistência ao longo dos séculos. O Mosteiro de Seiça oferece agora aos visitantes a oportunidade de explorar a sua arquitetura singular e os tesouros artísticos restaurados, mergulhando na atmosfera única de um espaço que foi, durante séculos, um centro de espiritualidade e conhecimento. Mas também os seus arredores verdejantes, onde se destaca a bela Capela de Seiça, a algumas centenas de metros do imponente Mosteiro, à beira da Linha do Oeste.

Pedro Santana Lopes, presidente do Município figueirense, fez questão de dirigir uma palavra especial à SMS-Associação dos Amigos do Convento de Santa Maria de Seiça, entidade que tem sido inexcedivel na defesa do monumento, “pois estiveram cá sempre”, e salientou que a recuperação do Mosteiro, “que hoje começa um novo ciclo de vida”, “foi um trabalho continuado”, que “teve a intervenção de vários executivos”. “Oxalá todo o património em todo o país tivesse este tratamento”, sublinhou o autarca.

Este renascimento do Mosteiro de Seiça, depois de ter desempenhado até funções de armazém agrícola, é uma conquista significativa para a Figueira da Foz. A sua reabertura não só enaltece a importância da preservação cultural e patrimonial, mas também promete ser um catalisador para o desenvolvimento turístico e cultural do interior do concelho, descentralizando os fluxos turísticos. Recorde-se que existia já uma excelente roteiro pedestre circular, a Rota de Seiça (que pode conhecer aqui) e que o Mosteiro fica situado no percurso na Eurovelo 1 da costa atlântica.

Na primeira semana após a sua abertura, a 26 de janeiro de 2024, o Mosteiro recebeu um número expressivo de visitantes, cerca de 2500 segundo o Município, demonstrando o seu apelo enquanto destino de visitação. O monumento está agora aberto ao público, até Março, aos fins de semana, das 14h00 às 17h00, com exceções devidas a eventos locais. Este horário permite aos visitantes explorar o Mosteiro e absorver a sua história e beleza.


VISITAS AO MOSTEIRO DE SEIÇA: ATUALIZAÇÃO

O Mosteiro de Santa Maria de Seiça, desde 1 de junho de 2024, está aberto para visitas aos sábados e domingos, das 14h00 às 19h00.

NR: Imagens da Câmara Municipal da Figueira da Foz

2 gostos

AUTOR

QUERO