Viver a Figueira 12 meses por ano

«(A) gosto com sabor a sal» nos 16 anos do Núcleo Museológico do Sal

2 gostos

Núcleo Museológico do Sal da Figueira da Foz 16 aniversário agosto com sal

Pouco tempo depois da tradição do sal no estuário do Mondego ter sido classificada como património imaterial nacional, o Núcleo Museológico do Sal da Figueira da Foz comemora o seu 16º aniversário com uma edição muito especial de «(A) gosto com Sabor a Sal» e «um programa de atividades diversificado, que permite aos visitantes vivenciar várias sensações, emoções e experiências», segundo nota do Município.

As comemorações, que decorrem sob a égide do projeto “Quinta Ciência Viva do Sal”, incluem a exposição fotográfica «O Sal no Olhar», patente até 31 de agosto, que reúne nove fotografias, de quatro autores: António Cravo, Paulo Delgado, Paulo Colaço e Gilda Saraiva e que pretende «desconstruir a forma como olhamos o sal, mostrando que o mesmo é sinónimo de: tradições, território, comunidade, biodiversidade e transmissão de saberes e sabores».

Nos dias 10 e 31 (quintas-feiras) terá lugar o evento «Pé no Sal», constituído por um passeio interpretativo à Rota das Salinas (9h30), um chá frio servido no Pedarium (11h00) e uma visita guiada ao Núcleo Museológico (11h30), com inscrições para o email: nucleo.sal@cm-figfoz.pt

Os dias 12 e 13 de agosto (sábado e domingo) entra em cena o cinema e o Núcleo Museológico do Sal será uma extensão do festival de curtas Marmostra, que a Associação da Praia da Tocha organizou em julho. As sessões vão ter lugar no armazém de sal do Núcleo Museológico do Sal, pelas 11h00 e 15h00, em ambos os dias.

Na noite de 14 de agosto (segunda-feira) terá lugar, às 21h00, uma sessão de observação de estrelas, «Centro de Ciência Viva vai iluminar o Sal», orientada por membros do Planetário do Porto. Também aqui é necessária inscrição prévia: nucleo.sal@cm-figfoz.pt

Este verdadeiro museu vivo apaga as velas, no entanto, a 17 de agosto, concentrando diversas atividades. A partir das 14h30 e até às 17h00 (de meia em meia hora), será exibida a curta-metragem do realizador figueirense Luís Albuquerque «A Dança dos Flamingos». Às 16h00 será inaugurada a exposição de Fotografia e Poesia «Ouro Branco» no LEM – Lavos Espaço Multicultural, fechando o dia em festa, pelas 17h30, com um «Sunset no Sal», no Núcleo Museológico do Sal, «onde a música e a poesia já têm presença confirmada».

No dia seguinte, 18 de agosto, o Município convida as famílias, entre as 10h30 e as 16h30, a participar na atividade, «Marnoto por um dia», aprendendo com os marnotos da Salina do Corredor da Cobra. Inscrições: nucleo.sal@cm-figfoz.pt

O Arquivo Fotográfico Municipal (AFM) associa-se ao aniversário no dia 19, Dia Internacional da Fotografia, promovendo, no Quartel da Imagem, entre as 10h00 e as 18h00, a «Oficina de Papel Salgado», com limite máximo de 6 inscrições (M18). As inscrições deverão ser remetidas até dia 14 de agosto para: arqfoto@cm-figfoz.pt. No mesmo dia, realizar-se-á pelas 17h30, no Núcleo Museológico do Sal, uma degustação de ostras «Ostras & Sons ao Sal», acompanhada por um momento musical. A atividade é gratuita, mas sujeita a inscrição: nucleo.sal@cm-figfoz.pt

A 20 de agosto, em homenagem aos homens e mulheres das salinas da Figueira da Foz decorre a recriação «A safra à moda antiga» na Salina Municipal do Corredor da Cobra, «viajamos no tempo até à época em que o sal era transportado à cabeça, de pés descalços, da salina para o armazém».

O laboratório MAREFOZ também participa nas comemorações, sendo parceiro de ações relacionadas com a ciência, o ambiente e a tradição do salgado: Água & Sal (23 de agosto), Fauna do Salgado (24 de agosto), Flora do Salgado (25 de agosto) e Tradição & Inovação (26 de agosto).

Nos dias 6, 13 e 27 de agosto (sempre aos domingos) o Núcleo receberá manhãs de Yoga (yoga; yoga para famílias; yoga nidra e Chi Kung), única atividade não grátis do programa, com inscrição para: saberamarsalgado@gmail.com | 964443961.

2 gostos

AUTOR

QUERO